Os 10 filmes mais poéticos e hipnotizantes da história do cinema

| |

Spread the love

Poesia é tudo quanto o homem encontra de belo na vida. Pode se apresentar sob sua forma mais clássica, versos, mas também dá o ar de sua graça em canções, peças de teatro e, não raro, desabrocha sem nenhuma inibição diante de milhões de espectadores na tela grande. Fizemos um esforço nada extenuante e elencamos os dez filmes mais poéticos que o cinema já produziu — é claro que há muitos outros, mas para fecharmos em apenas dez, foram esses os que mais nos chamou a atenção, por uma razão ou outra. “A Morte de um Caixeiro Viajante” (1951), de László Benedek, por exemplo, faz justiça à inclusão por traduzir para a língua do cinema todo o lirismo da peça de Arthur Miller. Já “Asas do Desejo” (1987), de Wim Wenders, vale a menção devido à originalidade da trama, conduzida de forma a fazer o público sonhar, sem resvalar nunca na pieguice. Os títulos são citados conforme o ano de estreia, do mais recente para o mais antigo, e não seguem critérios de avaliação. Abra a janela e se lance para a poesia.

Imagens: Divulgação / Reprodução IMDb


Spread the love
Previous

Data from Democratic parliamentarians seized from Apple under Trump

The G-7 proposes closer cooperation on vaccines, climate change and taxation to get out of the pandemic | International

Next

Leave a Comment

Adblock
detector